quarta-feira, 7 de julho de 2010

grande novidade...

Onde está a graça?

"Em qualquer lugar, menos na televisão. De um tempo para cá estamos observando que as novelas começaram a procurar o caminho do humorismo. Dia a dia as produções se renovam e o setor de telenovela melhora sensivelmente em nossa tv. É certo que algumas chegam a contrariar essa afirmação, mas em sua maiorioa a novale merece toda a atenção do público. São bem feitas, os atores trabalhama bem e não raras vezes superam muitas produções cinematográficas estrangeiras. A novela no entanto vem preenchendo indiretamente uma lacuna que há muito precisa de renovação - o humorismo. Não temos nada na tv que se possa realmente chamar de humor. Fora alguns programas, mencionados como humorísticos: Chico Anísio, Faça Humor..., Bronco Total, e até mesmo Moacir Franco, que no fundo é um musical, não encontramos nada de novo. Estão em plena decadência os textos apresentados. Todos superados. Todos cheirando a mofo e recolhidos dos mais profundos arquivos. Não se encontra piada nova, se adpapta piada antiga. Hoje está tudo reduzido a "fichários" onde os redatores, com honrosas exceções procuram alimento para suas produções. Podem observar os mais otimistas que num programa humorístico produzido pela Globo, por exemplo - a técnica e a versatilidade do artista, superam totalmente o texto. O mesmo acontece com Golias. O excelente comediante pelos seus saques consegue salvar o programa que lidera as audiências em São Paulo às quartas feiras, mas também é só."

Coluna Sem Blá Blá Blá! - Ferreira Netto
Revista Amiga TV Tudo n.118, 29 de agosto de 1972.
*****

Pois é... acreditem ou não, eu li isso numa revista dos anos 70. E desde aquela época, estavam em busca de uma renovação do humor nacional. A minha geração conhece quase tudo o que já estava batido em 1972. As mesmas piadas, personagens e atores. Se a gente ler apenas parte do texto, a impressão que temos é que é uma crítica ao Zorra Total. E quando é que vamos parar de dar ibope para essas porcarias, como uma greve em prol de piadas (boas e) realmente novas? Às vezes fico com pena dos atores, será que não cansam de falar toda semana a mesma coisa, por anos seguidos? Ou de repetirem bordões seculares? Eu não conseguiria. O que me faz pensar que eles o fazem não apenas por amor às arte dramática, mas por "estarem pagano..."

Deborah O'Lins de Barros

4 comentários:

Renato disse...

eu sinceramente não vejo mais graça em assistir certos tipos de programas de humor,parece que todas as suas piadas são retiradas da internet,esses programas fazem sucessos para pesssoas com um certo tipo de ''inocêcia''...

adorei a postagem, ta muito bem escrita!

Deborah O'Lins de Barros disse...

Olá Renato,

pois é... hoje em dia os programas de humor estão assim mesmo. fico contente com o espaço que a Band abriu para atores não-famosos... aquele "é tudo improviso" (por enquanto) é ótimo.

sobre a postagem, a primeira parte não fui eu que escrevi não... hehe

Abraço
:-)

Gisélle disse...

Prefiro assistir aos desenhos animados e acompanhar minha filha... de resto, tudo = a nada.

Aline disse...

Esse programas de humor hoje em dia......um, dá até vontade de chorar! A foto da Leandra leal estão lindas,não? Quero muito aquele cabelo, não sei é se vai ficar igual!!! bjs!!!